terça-feira, 27 de maio de 2008

A avaliação dos sololib e os blogues

Diz o primo Carlos porque é que não mantenho este blogue para assuntos áridos (bibliotecas, bibliografias e afins) e outro para "espanejar as asas da prosa e do espírito". Eu bem que gostáva de escrever umas coisitas e ter um blogue/janela para o mundo mas desde que inventaram os objectivos para a avaliação dos funcionários públicos não me sobra nem um segundo para nada que não seja avaliação por objectivos - ATÉ À REFORMA...
E eu sou uma solobib (na definição da Margarida Meira, que iniciou o grupo de discussão solobib@googlegroups.com "é um profissional que trabalha sozinho numa biblioteca embora possa ter outros profissionais não bibliotecários. (...) Na maioria das vezes um solobib trabalha para um não-bibliotecário - um chefe que não compreende o que o solobib faz nem como cumpre os seus objectivos.").
Tenho de estabelecer objectivos/competências só para 3 funcionários e nos intervalos do processo consigo levar a cabo qualquer outra actividade, agora imagino os pobres bibliotecários a braços com a avaliação de uma quantidade elevada de funcionários.

2 comentários:

Carlos Cabanita disse...

Bah! A gente com tempo livre normalmente não faz nada. Bem-aventurados os atarefados, porque eles é que fazem coisas.
(E vivem cheios de stress, coitados, mas isso agora não interessa.)

BIBLIOTECA disse...

Não desistas de dar asas à tua imaginação e de nos alimentar o conhecimento. Concordo com o Carlos só os atarefados é que conseguem dar a volta ao seu tempo.
Licínia